Depilação

Você deseja dizer adeus aos pelos indesejáveis que insistem em dar o ar da graça.

Mas eliminar a presença desses intrusos inconvenientes para você, pode ser uma tarefa difícil, por questão de tempo ou até mesmo por conforto você pode escolher agendar seu horário aqui para retirar os pelos. 

Apesar da existência tão difundida das clínicas de estética e das profissionais especializadas, muitas mulheres adotam o procedimento depilatório em casa, seja por uma questão de tempo ou pela idéia de economia.

Mas saiba que a depilação feita pela especialista em local apropriado propicia um resultado mais favorável e evita casos de pelos encravados decorrentes de extração errada. Além disso, a probabilidade de adquirir contaminações e infecções por fungos e bactérias diminui significativamente, enquanto que procedimentos realizados em casa contribuem para possíveis problemas de pele como manchas, hematomas, flacidez, inflamações e escoriações.

Daí a importância de fazer esfoliação a cada quinze dias e também utilizar sabonetes líquidos livres de óleo mineral ou derivados de petróleo.

Para a nossa esteticista Simonica, as mulheres devem se conscientizar da seriedade da depilação. Ela não se trata apenas de tratamento estético, mas implica principalmente em saúde. A especialista reitera a necessidade de buscar orientação profissional em caso de dúvidas sobre métodos depilatórios.

O que são pelos encravados?
Os pelos encravados são muito comuns em pessoas que fazem depilação, procedimento em que os pelos, quando retirados, renascem.

Em alguns casos, os poros por onde  os pelos saem ficam obstruídos por peles mortas, impurezas eliminadas pelo corpo através do suor ou até mesmo poluição ambiental.

O problema se agrava apenas se o pelo, ao crescer, não conseguir romper essa obstrução e crescer em sentido contrário ao esperado, ocasionando uma inflamação caracterizada por uma vermelhidão e inchaço no local.

Para serem extraídos, os pelos devem estar na medida certa para facilitar a depilação e diminuir as possibilidades de adesão de pelos encravados. Em geral, o tamanho ideal é de 0,3 a 0,5 cm.


“A depilação com cera quente pode queimar a pele e deixar manchas se não estiver na temperatura correta. Por isso é perigoso também fazer uma depilação com cera quente em casa, seja cera egípcia ou cera de algas, pois as duas são quentes. Isso é diagnosticado pela profissional na hora de fazer a depilação”, explica a esteticista Simonica.

Caso você opte por se depilar em casa, há métodos mais fáceis que a cera quente e o roll on, como o depilador elétrico. Mais prático e funcional, ele arranca o pêlo pela raiz, entretanto fica o alerta: ele provoca mais dor do que as sessões de depilação com cera.

A lâmina pode ser uma boa pedida em momentos de emergência, por ser prática, de baixo custo e fácil de usar, embora facilite o reaparecimento mais agressivo dos indesejáveis pelinhos, pela superficialidade de seu corte.

Outro método bastante procurado pelas mulheres são os cremes, absolutamente indolores e práticos, mais indicados para regiões pequenas. Apesar de funcionarem, cuidado com possíveis irritações em peles sensíveis e com a eficiência incompatível com a esperada por você, afinal, assim como a lâmina, os cremes não eliminam o mal pela raiz, apenas superficialmente, caracterizando uma durabilidade baixa.

Antes de iniciar qualquer procedimento depilatório é recomendado que, pelo menos uma semana antes, a mulher faça uma esfoliação na pele. É interessante também a higienização das mãos e da área a ser depilada para evitar infecções, bem como a realização de teste de contato, se houver uma primeira aplicação de algum produto, para descartar supostas alergias. Nas clínicas, geralmente se faz uma ficha de avaliação da cliente, uma vez que existem contra-indicações em depilação.

O que é esfoliação
É a maneira de realizar um peeling mecânico, onde se retiram todas as células mortas que se formam diariamente, impedindo a pele de apresentar aparência sedosa, limpa e viçosa.

A esfoliação é considerada uma bênção para quem sofre com pelos encravados. Deve ser adotada sempre antes de depilar, mas depois jamais, porque será um período no qual a pele se encontrará vulnerável e poderá sofrer irritações desnecessárias.

Sinal amarelo para óleos e cremes que conferem à pele aparência “melada”, pois dificultam a ação da cera. Já o uso de materiais não descartáveis merece atenção redobrada quanto aos riscos de contaminações cruzadas. Sinal vermelho em vista para cera ou creme depilatório em pele não íntegra e aplicação sucessiva de cera no mesmo local. A exposição ao sol, ainda que convidativa, após ser submetida a tal procedimento também é contra-indicada.

As mulheres devem ter em mãos sempre marcas de credibilidade no mercado e dermatologicamente testadas. As ceras depilatórias necessariamente têm que ser industrializadas e não manipuladas em casa, por uma questão de segurança.

Os produtos vendidos em drogarias costumam ser caros e não compensam, a não ser que você precise de uma solução rápida para sair de casa. 

“Para realizar qualquer procedimento depilatório, deve-se procurar um ambiente limpo, arejado e bem iluminado, fazer higiene das mãos e da área a ser depilada, utilizar uma técnica adequada, de acordo com cada produto, retirar resíduos e utilizar cremes pós-depilação para hidratar a pele. Na clínica especializada, devemos sempre observar se a cera depilatória, o lençol da maca, as luvas e máscaras da profissional são descartáveis”, alerta a nossa especialista Simonica.

Agora que você já sabe todo o procedimento correto de uma depilação, pode entrar em contato e agendar seu horário aqui no Instituto Equilíbrio e Saúde.

DEIXE SUA AVALIAÇÃO PARA ESTE ARTIGO
5/5